Portal DCC

Informações Acadêmicas

Informações Acadêmicas (4)

O aluno ingresso na UFRJ, por vestibular, transferência ou isenção de vestibular só terá pleno direito ao trancamento de matrícula após cursar, com aproveitamento, um mínimo de 12 créditos.

Caberá ao CEG, ouvido o conselho de coordenação de centro, a análise de solicitações de alunos que, mediante justificativa, necessitem trancar matrícula sem ter cumprido o número de créditos exigidos.

A integra da resolução pode ser obtida na página www.pr1.ufrj.br

Estará sujeito ao cancelamento de matrícula o aluno de curso de graduação que estiver
incluso em qualquer das seguintes situações:

a) obtiver coeficiente de rendimento, no período, inferior a três, por três períodos consecutivos, não sendo a contagem interrompida por períodos de trancamento ou de cancelamento de matrícula;
b) ultrapassar o prazo máximo de integralização curricular;
c) cursar, sem aproveitamento, a mesma disciplina por quatro vezes.
 
Os períodos em que a matrícula esteve cancelada por abandono de curso serão computados no prazo máximo de integralização.

O prazo máximo de integralização curricular é igual a uma vez e meia o prazo estabelecido pela universidade para a conclusão do curso (número de semestres previstos).

Para fins de verificação do prazo máximo de integralização curricular, serão aplicados os seguintes critérios:
 
a) para alunos transferidos de outras IES ou de curso da UFRJ, ou aqueles com manutenção de vínculo prevista em resoluções específicas, considera-se o início da contagem o ano e/ou período do início deste curso na UFRJ, descontados os períodos equivalentes.
b) para alunos matriculados ou rematriculados com “isenção de vestibular” ou aqueles anteriormente matriculados em IES e que tenham prestado novo concurso de acesso, deverá ser estabelecido, no âmbito da unidade, o número de períodos equivalentes já cursados.
 
A abertura do processo de cancelamento de matrícula por insuficiência de rendimento acadêmico, pela Divisão de Ensino da Pró-Reitoria de Graduação, será automática quando o aluno se enquadrar em algum dos itens definidos.
 
A Unidade terá 180 dias após o recebimento do processo para devolvê-lo à Divisão de
Ensino instruído.
 

A integra da resolução pode ser obtida na página www.pr1.ufrj.br



É direito de todo discente a vista e revisão de qualquer avaliação. A vista de prova tem como objetivo orientar o aluno em seu aprendizado.

Entende-se por revisão de prova o ato pelo qual o(s) docente(s) responsável(eis) pela correção da prova faz(em) uma reanálise da correção da(s) questão(ões) solicitada(s) pelo discente, à luz dos critérios e/ou gabarito e/ou distribuição de pontos utilizados.

A vista de prova deverá ser solicitada em até dois (02) dias úteis e concedida em até dez (10) dias úteis após a divulgação pública das notas. Durante a realização da vista de prova, o discente deverá estar preferencialmente acompanhado pelo(s) docente(s) responsável(eis) pela correção.

Caberá ao(s) docente(s) responsável(eis) pela disciplina, de comum acordo com os discentes da turma, operacionalizar(em) a vista de prova, cuja data e local deverão ser divulgados com um prazo mínimo de 02 (dois) dias úteis de antecedência.

No ato da vista, o discente terá acesso aos seguintes documentos e informações:

a) questões da prova;

b) critérios/gabarito de correção;

c) distribuição de pontos por questão;

d) prova corrigida.

Da Revisão de Correção da Prova Escrita

O discente, após a vista de prova, tem o direito de solicitar, ao(s) docente(s) responsável(eis) pela correção, pessoalmente, ou através do departamento responsável pela disciplina, a revisão da correção da prova. A solicitação deverá ser feita por escrito num prazo de 02 (dois) dias úteis a partir da vista de prova.

Na solicitação, o discente deverá indicar a(s) questão(ões) que será (ão) objeto de reanálise, acompanhada de justificativa. O resultado da revisão, com acréscimo, manutenção ou decréscimo da nota, precederá a realização da prova seguinte, sempre que possível.

Do Recurso

Havendo discordância do discente quanto ao resultado da revisão da correção da prova, este poderá solicitar recurso ao departamento responsável pela disciplina, que nomeará uma banca para analisá-la.

A banca será composta de 03 (três) docentes, dos quais, necessariamente, dois não participaram da correção. A banca terá livre acesso à documentação.

Da Vista e Revisão de Outras Modalidades de avaliação

Para outras modalidades de avaliação, caberá à unidade responsável pela disciplina a regulamentação da vista e revisão destas avaliações.


A integra da resolução pode ser obtida na página www.pr1.ufrj.br

Trancamento Solicitado

O aluno que necessitar interromper suas atividades acadêmicas por tempo determinado, poderá solicitar trancamento de matrícula à Coordenação de Curso.

O aluno poderá solicitar trancamento de matrícula (Trancamento Solicitado) em curso de graduação a qualquer tempo, exceto na última metade do período letivo.

O motivo alegado pelo aluno para a solicitação do trancamento de matrícula deverá ser lançado no sistema (SIGA) nas seguintes opções: motivo de saúde; motivo familiar; motivo de trabalho; motivo socioeconômico; motivo desinteresse pelo curso; ou outros.

O aluno admitido na UFRJ, por concurso de acesso aos cursos de graduação, transferência externa, transferência ex-officio ou isenção de vestibular só terá pleno direito ao Trancamento Solicitado após cursar na UFRJ, com aproveitamento, um mínimo de 12 créditos.

Trancamento Automático

O aluno com matrícula ativa que não efetuar inscrição em disciplinas, no prazo determinado pelo Calendário Acadêmico do período em curso – inscrição e alteração, terá sua matrícula automaticamente trancada por um período letivo.

A Coordenação de Curso convocará o aluno para apresentar os motivos que o levaram à não efetivação da inscrição no período em curso. A COAA analisará a justificativa apresentada e, obedecidos os prazos estabelecidos no Calendário Acadêmico, poderá autorizar a efetivação da inscrição em disciplinas em caráter especial ou a reversão da situação do aluno para Trancamento Solicitado naquele período letivo.

O aluno que não atender à convocação permanecerá em situação de Trancamento Automático e se no período subseqüente não efetuar inscrição em disciplinas, terá sua matrícula cancelada por abandono pelo DRE/PR-1, em caráter irreversível.

O aluno que, ao fim do período letivo, apresentar coeficiente de rendimento igual a zero (CR=0) terá, no período subseqüente, sua situação alterada para Trancamento Automático.

A Coordenação de Curso convocará o aluno para apresentar os motivos que o levaram ao abandono do período. A COAA analisará a justificativa apresentada e, obedecidos os prazos estabelecidos no Calendário Acadêmico, poderá suspender a situação de Trancamento Automático, o que permitirá ao aluno realizar a inscrição em disciplinas ou autorizar o Trancamento Solicitado, para o período subseqüente.

O aluno que não atender à convocação permanecerá em situação de Trancamento Automático ee se no período subseqüente não efetuar inscrição em disciplinas, terá sua matrícula cancelada por abandono pelo DRE/PR-1, em caráter irreversível.

Dos Prazos de Trancamento

O Trancamento de Matrícula (Solicitado e Automático) somente será permitido por até 04 (quatro) períodos letivos.

Os períodos de Trancamento Solicitado poderão ser consecutivos ou não.

Os períodos de Trancamento Automático não poderão ser consecutivos.

O aluno com Trancamento Solicitado poderá retornar às atividades discentes, antes de decorrido o prazo, previsto no caput do artigo, mediante solicitação à Coordenação de Curso, por meio de formulário próprio e dentro do período previsto no Calendário Acadêmico.

Não será computado para efeito de integralização curricular o tempo em que o aluno permanecer com Trancamento de Matrícula (Solicitado e/ou Automático).

O aluno cujo curso sofrer alteração curricular durante o tempo em que estiver com Matrícula Trancada fica sujeito à adaptação ao currículo vigente à época em que solicitar reabertura de matrícula.

Os alunos que usufruíram dos 04 (quatro) períodos de Trancamento, poderão requerer à COAA Trancamento Solicitado em caráter excepcional, devidamente comprovado, no máximo por mais 02 (dois) períodos letivos, nos casos abaixo discriminados:
I - se o aluno tiver impedimento físico ou for acometido de doença grave, devidamente comprovados;
II - se os pais, responsáveis, cônjuge ou o próprio aluno tiverem que se afastar do Estado do Rio de Janeiro.

Esta autorização para o trancamento será de competência do CEG, precedido de parecer da COAA da unidade do aluno.

Após decorridos os 04 (quatro) períodos de trancamento, o aluno que não efetuar inscrição em disciplinas ou não tiver solicitado à COAA Trancamento Solicitado em caráter excepcional, terá sua matrícula cancelada por abandono em caráter irreversível.

Das Disposições Transitórias

Os alunos admitidos até 2007/2 terão a seguinte regra de transição aplicada:
I – Alunos com matrícula ativa em 2008/1: os períodos trancados até 2007/2 não serão computados para efeito de aplicação dos prazos a que se refere a resolução CEG 03/2008;
II – Alunos com matrícula trancada em 2008/1: será utilizada a norma vigente no ato da solicitação do trancamento até o retorno às atividades acadêmicas, cujos períodos trancados, até então, não serão computados para efeito de aplicação dos prazos a que se refere a resolução
CEG 03/2008.

 

A integra da resolução pode ser obtida na página www.pr1.ufrj.br

Você está aqui: Home Informações Acadêmicas